COMO FAZER A MUDANÇA DE CASA

  • 1 ano atrás
mudança de casa

Fazer uma mudança de casa pode ser algo assustador. Se, por um lado, a mudança pode ser algo positivo, especialmente se estiveres a mudar para uma casa melhor. Por outro, só de pensar em todo o trabalho relacionado com a mudança, quase que ficamos imediatamente cansados.

Para te ajudar e facilitar a vida, preparei uma espécie de checklist que poderás utilizar quando for a altura de fazer a mudança de casa.

Esta checklist divide-se em três fases importantes durante a mudança – a preparação, a mudança propriamente dita e a fase pós-mudança. A saber:

1 – Preparação:

– Definir a data da mudança. Este é o primeiro passo. É importante fixar a data da mudança e começar a fazer o planeamento, considerando que tudo tem de estar preparado nessa data.

– Criar um orçamento para a mudança. Define qual o valor que queres/podes gastar com a mudança. Dependendo deste, podes ter a opção de contratar uma empresa para te ajudar ou teres de fazer (quase) tudo sozinho.

– Decidir o que será descartado, doado ou vendido. Esta pode ser a altura ideal para te livrares de todas aquelas coisas que vais guardando e que já não usas (nem fazes intenção de usar).

– Contactar empresas de mudanças para pedir orçamentos para a mudança. Se contratar uma empresa de mudanças é uma hipótese, isto vai ajudar-te a perceber se os valores estão dentro do teu orçamento. Se estiverem, podes avançar com a contratação.

– Preparar os materiais de embalagem. Não te esqueças de tudo o que vai ser necessário (caixas de cartão, sacos resistentes, sacos para o lixo, fita adesiva + desenrolador de fita, etiquetas, canetas ou marcadores, jornais, plástico de bolhas de ar, filme de proteção, etc.).

– Contratar os serviços públicos na nova residência. Convém tratar deste assunto com antecedência para teres tudo pronto e a funcionar quando entrares na casa nova.

– Notificar instituições financeiras, empregadores, escolas, entre outros, sobre a mudança. Alterar as moradas junto destes é essencial para que não se perca nenhuma correspondência.

2 – Mudança propriamente dita:

– Embalar com cuidado os pertences e etiquetar as caixas. Para além de embalar tudo com cuidado e organizado por itens, é importante identificar com clareza o conteúdo das caixas para saberes exatamente o que contêm. É conveniente preparar um “kit de primeira noite” – numa caixa deixa tudo o que vais necessitar na primeira noite e na primeira manhã (pijamas, chinelos, produtos de higiene, etc.). Lembra-te que, dependendo da hora, podes não conseguir desembalar tudo.

– Desmontar os móveis que vão ser levados e vendidos ou doados. Desmontar todos os móveis, protegê-los e arrumá-los, de modo a ficarem prontos a ser transportados.

– Carregar os pertences e móveis para o camião de mudanças ou transporte próprio. É hora de carregar tudo para ser transportado. Quanto mais organizado, melhor. Evitas viagens extra desnecessárias.

– Descarregar e organizar os pertences na nova residência. Chegados ao destino, é hora de descarregar todas as caixas e começar a organizá-las por divisão.

– Ligar e testar os eletrodomésticos. Verifica se tudo está a funcionar na perfeição e que não foi danificado durante a mudança.

– Desembalar as caixas e organizar os pertences. Tanto quanto possível, começa a desembalar, divisão por divisão, para te livrares das caixas o mais depressa possível e deixares tudo arrumadinho.

3 – Fase após a mudança:

– Verificar se todos os pertences foram transportados para a nova residência. Verifica se nada ficou para trás que devesse ter vindo. Se foi o caso, ainda estás a tempo de o resgatar.

– Verificar se houve algum dano durante a mudança e registar imediatamente. Verifica se tudo está em perfeitas condições. Se usares uma empresa de mudanças, eles têm um seguro que poderá cobrir eventuais quebras.

– Organizar o espaço da nova residência. Agora que está tudo desembalado e a funcionar corretamente, podes organizar o espaço à tua vontade, de acordo com o teu gosto.

– Concluir o processo de mudança. Depois da mudança, é hora de entregar as chaves da antiga residência, se necessário, e proceder à regularização dos serviços públicos que ainda estejam por pagar.

– Ajustar-se à nova residência e à nova rotina. Mudança feita. Uma nova rotina, uma nova vida. Aproveita e desfruta ao máximo da tua nova casa!

Se estás a considerar fazer uma mudança de casa, uma das hipóteses é contratar uma empresa para te ajudar neste processo. Existem vantagens e desvantagens em fazeres tudo sozinho, bem como em contratares uma empresa.

Sabe mais aqui!

******

Entretanto, se queres comprar ou vender uma casa ou tens alguma questão relacionada com o imobiliário, podemos ajudar-te. Contacta-nos hoje mesmo!

Félix Consultores
www.felixconsultores.pt

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Compare anúncios

Comparar