COMO ISOLAR ACUSTICAMENTE A CASA

  • 2 meses atrás
  • 0
Isolar o som em casa

Vives numa zona movimentada e não sabes como isolar acusticamente a casa?

Tens vizinhos barulhentos e já não suportas ter de meter a cabeça debaixo da almofada?

Vives perto da linha do comboio ou tens aviões a passar por cima da tua casa?

Não te preocupes! Preparámos para ti um conjunto de truques que te vão permitir desfrutar da tua casa e dos momentos de silêncio de que tanto precisas para descansar.

Ora, antes de entrarmos a fundo na questão, é importante que saibas qual a zona ou zonas da casa que pretendes isolar e qual a origem do ruído.

Desta forma, poderás escolher o tipo de isolamento mais adequado e quais os materiais a utilizar.

Tipos de ruído

Ruído de impacto

Esse tipo de ruído é composto por sons altos e de curta duração. Exemplos deste tipo de ruído são os causados por empresas de demolições, equipamentos de construção e as explosões realizadas em pedreiras. Ouro exemplo são os disparos de arma de fogo.

Ruído aéreo

O ruído aéreo é transmitido pelo ar e propaga-se diretamente pela fonte da vibração. Alguns exemplos são os barulhos que chegam da casa dos vizinhos, seja da televisão ou de conversas, e os barulhos da rua, originados pelos carros, motos ou construções.

Ruído contínuo

Este é um tipo de barulho produzido de forma contínua, tendo pouca ou nenhuma variação durante um período. Exemplos deste tipo de ruído são as máquinas das fábricas que ficam a operar por longas horas, sem interrupção.

Ruído intermitente

Tipo de ruído que conta com variações de intensidade, aumentando e diminuindo, rapidamente. O barulho dos aviões ou dos comboios a passar são exemplos de ruído intermitente.

Ruído de baixa frequência

Sons que são baixos (inclusive, às vezes, nem os conseguimos ouvir) mas que também podem prejudicar a nossa audição. Este tipo de ruído faz parte do nosso dia a dia, embora muitas vezes não seja notado por sua baixa frequência.

Um exemplo disto são o ar condicionado e o tráfego rodoviário.

Ruído ocupacional

O ruído ocupacional atinge, principalmente, os trabalhadores de indústrias. Trata-se do barulho provocado pela maquinaria em funcionamento. A exposição prolongada a esse tipo de ruído pode causar danos permanentes à audição.

Materiais para isolar acusticamente a casa

Existem diferentes tipos de materiais capazes de isolar acusticamente a casa.

A escolha de um, em detrimento do outro, deve ter em consideração, entre outros fatores, a frequência do som, ou seja, se é um ruído de frequência alta (som agudo) ou baixa (som grave).

A espessura dos materiais varia, pelo que também é preciso ter em conta o espaço disponível e a capacidade de isolamento pretendida.

Contudo, uma maior espessura não é, necessariamente, sinónimo de maior isolamento.

Posto isto, toma nota nos materiais:

Fibra têxtil: garante uma máxima durabilidade e poder de absorção acústica, podendo ser instalada em diferentes superfícies.

Poliuretano: proporciona um isolamento acústico económico, leve e fácil de instalar, podendo ser aplicado em diferentes locais como teto, paredes ou pavimentos.

Tela betuminosa: este é um material flexível, que absorve e amortece o ruído. É especialmente recomendado para o isolamento de baixas frequências (sons graves).

Polietilenos: evitam ruídos de impacto e melhoram a impermeabilização.

Mistos: é possível conjugar a fibra têxtil com a tela betuminosa. Esta junção permite isolar o som em casa, especialmente para baixas e médias frequências.

Cortiça: esta é uma das opções com maior durabilidade e leveza. É 100% natural e renovável, de fácil instalação, manipulação e corte.

Como isolar cada local

Paredes

Relativamente às paredes, os tijolos maciços, por exemplo, são um material muito bom para isolar acusticamente a casa.

Outra opção são as paredes ocas, tipo Drywall, preenchidas com revestimento acústico.

Por fim, podes usar painéis de madeira, sobretudo nas paredes mais propensas a servir de “entrada” para os ruídos indesejados.

Portas e janelas

Tal como para as paredes, a madeira é também um excelente isolante para as portas.

No caso dos portões, o mais indicado é escolher materiais espessos e sem frestas.

Quanto às janelas, o segredo é evitares o metal.

Contudo, se forem em alumínio, a sugestão é que coloques isolamento de borracha nas esquadrias, ou então, que as substituas por modelos antirruído.

Tetos e telhados

A cobertura da casa também deve merecer a tua atenção.

Caso a tua casa não tenha laje, usa uma manta acústica e, assim, minimizarás a passagem de som.

Também podes optar por um forro acústico de madeira de gesso triplo que substitui, de forma eficaz, o isolamento acústico que a laje é capaz de dar. 

Pisos

Para isolar o som do piso, os materiais mais indicados são os mais densos ou duros como os tacos de madeira, mármore, granito, cerâmica ou vinil.

Outra alternativa são os pisos flutuantes como o laminado e a madeira, que têm a opção de instalação com mantas acústicas.

*******

Estas são algumas formas que te podem ajudar a isolar acusticamente a casa e a ter um espaço mais tranquilo e acolhedor.

Entretanto, se queres vender a tua casa, estás à procura de uma casa nova ou tens alguma questão relacionada com o imobiliário, podemos ajudar-te.

Contacta-nos hoje mesmo!

Félix Consultores
www.felixconsultores.pt

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Compare listings

Comparar