COMO ESCOLHER A PISCINA IDEAL PARA A TUA CASA

  • 2 anos atrás
escolher a piscina ideal

Com o verão a trazer o seu calor e a vontade de dar um mergulho refrescante, pode estar na hora de pensares em escolher a piscina ideal para a tua casa. Se é esse o caso, hoje trazemos-te quais os tipos de piscinas mais comuns no nosso país e algumas dicas para fazeres a escolha certa, tendo em conta o espaço e o orçamento disponíveis.

Quais os tipos de piscinas mais comuns?

De seguida, vamos apresentar-te os tipos de piscinas mais comuns e quais as suas especificidades.

Piscina em cimento

Este é, talvez, o modelo mais tradicional no nosso país. Quando é bem construída e tem uma boa manutenção, pode durar muitos anos.

Tem a grande vantagem de poder ser personalizada, em termos de forma e tamanho, ao gosto do cliente e ao espaço existente.

A grande desvantagem é que é uma opção algo cara, especialmente quando comparada com outras possibilidades.

Uma vez que a construção da estrutura é feita de raiz, isso implica fazer um plano, comprar materiais, como o cimento e o revestimento da piscina, e executar a obra.

Piscina em fibra

Uma piscina em fibra já vem completamente pronta a ser instalada, uma vez que é pré-fabricada. Esta também é uma opção muito popular, não só no nosso país, como em todo o mundo.

Uma vez que a estrutura vem já feita, é apenas necessário encontrar um bom local para a piscina, fazer um buraco, colocá-la no sítio certo e tratar das ligações da água.

Esta é uma opção muito mais vantajosa em termos de custo, comparativamente à anterior, já que tem muito menos custos de construção e mão de obra associados.

Para além de ser muito mais rápida a instalar, existem vários modelos por onde escolher, pelo que não será difícil escolher a piscina ideal para a tua casa.

Piscina contentor

Esta é uma opção mais moderna e que prima pela sustentabilidade. Apesar de recente, tem vindo a ganhar adeptos em todo o mundo.

Trata-se de uma piscina construída dentro de um contentor marítimo, dando-lhe assim, um novo uso.

Normalmente, estas piscinas vêm já com tudo o que é necessário para o seu funcionamento, bastando apenas serem colocadas no local e fazer as ligações corretas.

Esta acaba por ser uma opção barata, prática e muito sustentável.

Piscina de areia

Outra opção a considerar é uma piscina de areia. As piscinas de areia são uma tendência relativamente recente e menos comuns, talvez devido ao seu elevado preço de instalação.

No entanto, esta é a opção ideal se queres transformar o teu jardim num verdadeiro oásis tropical.

Estas piscinas são feitas de cimento, podendo ter o formato que desejares, e finalizadas com uma mistura de areias minerais e resinas.

Isto permite que tenhas uma pequena praia no teu jardim, algo que é verdadeiramente especial e que, sem dúvida, chama à atenção.

Piscina em vidro

Se queres ter uma piscina como se vê nos filmes, transparente e espetacular, podes optar por uma piscina de vidro.

Esta é construída com vidro laminado que é, ao mesmo tempo, flexível e resistente, aguentando o peso da água.

Esta piscina permite que tenhas uma vista desimpedida sobre teu o jardim e a paisagem envolvente.

As piscinas em vidro são muito usadas nas piscinas infinitas, nas quais a água se confunde com a paisagem, mantendo a experiência, para quem a usa, o mais natural possível.

Piscina natural

Uma opção ainda mais arrojada é uma piscina natural.

Neste caso, a ideia é criar um espaço onde se possa tomar banho e nadar, criando um ecossistema adaptado ao local, com plantas que manterão a qualidade da água, suprindo a necessidade de uso de químicos na mesma.

Esta é a opção perfeita para os amantes da natureza, embora ainda não seja muito comum no nosso país.

Como escolher entre as várias opções?

Vistas as opções mais comuns, coloca-se a questão: Como escolher? Deixamos-te algumas dicas que deves ter em conta antes de optar por um modelo ou outro:

Espaço – Qual o espaço que tens disponível para a piscina? Há modelos que exigem um pouco mais de espaço e outros que, pelo custo de construção, só se justificam se tiverem alguma dimensão. Escolhe o modelo que melhor se adapta ao espaço que tens disponível para a piscina.

Clima – considera o clima da zona. Alguns materiais usados em piscinas podem requerer mais manutenção se estiverem num local perto do mar, por exemplo. Outras opções, poderão não se adaptar a uma zona mais fria ou onde chove muito.

Utilização – Prevês que a piscina tenha muito ou pouco uso? Se queres escolher a piscina ideal para a tua casa, mas, na verdade, não achas que vá ter muito uso, pode ser boa ideia optar por um modelo mais em conta.

Crianças – Tens crianças ou prevês que a piscina vá ser usada por crianças? Se a resposta for afirmativa, pode ser boa ideia optar por um modelo mais prático. Embora elas , certamente, adorassem uma piscina de areia, esta pode não ser a opção mais indicada.

Configuração do jardim – Como queres que seja o teu jardim? Se a tua ideia é dar um aspeto mais natural ao exterior da casa, as piscinas naturais ou de areia poderão ser boas opções, assim como alguns modelos de piscinas de fibra.

Orçamento – Um último (ou primeiro) fator a considerar é o orçamento que tens disponível para escolher a piscina ideal. Algumas opções são mais dispendiosas que outras e algumas são relativamente baratas. Adapta a tua escolha ao teu orçamento.

*******

Entretanto, se queres vender a tua casa, estás à procura de uma casa nova ou tens alguma questão relacionada com o imobiliário, podemos ajudar-te. Contacta-nos hoje mesmo!

Félix Consultores
www.felixconsultores.com

 

Facebook
Twitter
LinkedIn
Email

Compare anúncios

Comparar