COMO CONSEGUIR CRÉDITO HABITAÇÃO MAIS BARATO

  • 1 ano atrás
  • 1

Se o teu objetivo é conseguir o crédito habitação mais barato, estás no caminho certo porque a forma de o conseguir é pela informação. Quanto mais souberes sobre spread, TAN, TAEG e TAER, taxas fixas, variáveis e mistas, mais preparado vais estar na hora de te sentares à mesa da negociação. Não, não há uma forma fácil para o conseguir. Aliás, se te apresentarem uma, desconfia.

 

8 dicas para conseguir crédito habitação mais barato

Não é todos os dias que se compra uma casa, aliás, este é um compromisso que, em princípio, te vai acompanhar por um longo período. É importante pesar bem todas as propostas para conseguires o empréstimo com as melhores condições, que caiba na tua carteira.

 

1. Compara diferentes propostas de crédito

Os simuladores de crédito habitação online devem ser o teu ponto de partida para garantir que consegues o crédito habitação mais barato. A recomendação é do Banco de Portugal: faz várias simulações online, em várias entidades bancárias e com diferentes critérios para que, depois, possas utilizar os resultados para negociar o teu empréstimo bancário.

 

2. Confirma que o teu rendimento suporta a prestação

Quando fizeres a simulação não te esqueças que comprar casa acarreta outras despesas mensais, como o pagamento de água, gás, luz, serviço de televisão e alimentação. Sem esquecer que vais precisar de dinheiro para comprar roupa, sapatos, livros, cinema, refeições fora, educação ou pagar despesas de saúde. Considerando estes gastos, confirma que o teu rendimento consegue pagar, com larga folga, o valor da prestação.

 

3. Taxa fixa, variável ou mista

Quando a taxa de juro é fixa, o valor da mensalidade será sempre o mesmo até ao final do empréstimo. Nestes casos, no início do empréstimo pagas um pouco mais de juros, mas, o valor de cada prestação nunca é alterado. Ao optar por uma taxa variável, o valor das prestações vai variar a cada alteração das taxas de juro. E no caso das taxas mistas, como o nome indica, o contrato de crédito começa com um período de taxa fixa, seguido de um período em que a taxa é variável.

 

4. Atenção ao prazo do empréstimo

Claro que quanto mais alargares o prazo do empréstimo, mais pequeno será o valor da prestação. Na prática consegues um crédito habitação mais barato, mas, na verdade, vais pagar mais juros e outros encargos. O que pesa mais nas tuas contas: uma mensalidade mais baixa ou ficar mais rapidamente livre do pagamentos das prestações mensais?

 

5. Compara os spreads

O spread é a taxa de lucro da instituição bancária, este valor é definido por cada banco, considerando o risco do contrato e do cliente. Para determinar este valor, a instituição analisa as características de cada cliente e o seu nível de risco. Naturalmente, é diferente emprestar dinheiro ao cliente habitual, a um desconhecido ou a alguém que tenha um histórico de falhas.

Antes de fechar o contrato, é a hora de negociar o valor do spread. Podes fazê-lo apresentando fiadores, garantias ou contratando outros serviços do banco. No entanto, quando se trata de adquirir outros produtos, lembra-te que estes também têm custos associados que podem pesar no teu orçamento mensal. Se à frente os quiseres cancelar, o teu banco pode aumentar o spread.

 

6. Avalia todos os custos do empréstimo

Um spread baixo não é garantia de um crédito habitação mais barato. Há outros valores importantes nesta equação, como a TAEG – taxa anual de encargos efetiva global -, e o MTIC –  o montante total imputado ao consumidor. As propostas que tenham estes valores mais baixos são aquelas que asseguram que o cliente tem menos custos.

 

7. Seguro de vida mais barato

Os créditos habitação costumam exigir a contratação de um seguro de vida, no entanto, não é obrigatório que o faças pela entidade que te concede o empréstimo. Aliás, de acordo com a lei, podes mudar de seguro de vida em qualquer período da vigência do contrato do crédito habitação. Considera esta opção porque nem sempre os bancos têm as ofertas de seguro mais em conta. Vai ao mercado e procura a oferta de seguro de vida que mais te convém. Mesmo que isso signifique um agravamento do spread, feitas as contas, a mudança pode ser vantajosa.

 

8. Negociar sem medo

O crédito é o negócio do banco, por isso, não tenhas receio na hora de determinar as condições do teu crédito. Para teres sucesso nesta fase, é importante que tenhas cumprido os passos anteriores, para estares bem documentado, preparado, confiante e com os argumentos na ponta da língua. Para te sentires mais confiante, pratica em casa a conversa que vais ter com o teu gestor.

 

O processo de compra e venda de uma casa é longo e burocrático. Contamos com mais de uma década de trabalho em consultoria imobiliária. A nossa experiência é a tua segurança. Para assegurar uma venda sem surpresas, os nossos serviços incluem acompanhamento até à Escritura, com apoio processual e jurídico. Queres vender a tua casa? Fala connosco.

Compare listings

Comparar